Entendendo um pouco sobre NEUROLOGIA

Um breve estudo sobre o SISTEMA NERVOSO CENTRAL

 

De acordo com o Istituto Neurológico de São Paulo (Equipe Professor Doutor Raul Mariano Jr), Neurologia é o ramo da medicina que estuda a fisiologia, a patologia e o tratamento das doenças

do sistema nervoso central e periférico.

O objetivo da Neurologia infantil é o atendimento da criança como um todo, observando-se os aspectos físico , mental, familiar , escolar e ambiental ; procurando orientar a busca das melhores formas de se fornecer a estimulação necessária ao desenvolvimento neurológico da criança, observando-a como um ser único , adequando esta estimulação às necessidades específicas de cada criança.

           

Convido vocês a um breve estudo sobre o fantástico mundo da NEUROLOGIA, iniciando com uma pequena viagem pelo Sistema Nervoso (SN).

 

Como introdução ao nosso estudo, uma tabela que divide de forma esquematizada o SN

 

O sistema nervoso humano possui funções superiores que incluem a memória, o aprendizado, o pensamento, a personalidade e o intelecto.

 

Sistema Nervoso Periférico (SNP): é responsável pela transmissão das informações sensoriais ao SNC e pelo envio das respostas

motoras até os tecidos do corpo. O SNP divide-se em Somático e Autônomo.

O Sistema Nervoso Somático é o responsável pelos comandos motores voluntários, por exemplo, os comandos que movimentam

os músculos para andarmos. Vários nervos fazem parte do SN somático, entre eles destacam-se 12 pares de nervos cranianos e

31 pares de nervos raquideanos.

O Sistema Nervoso Autônomo é composto por nervos motores que controlam os músculos lisos, por exemplo, o intestino, estômago,

artérias, etc. O SN Autônomo, por sua vez, divide-se em Simpático e Parassimpático.

O SN Simpático reage as condições externas, por exemplo aumentando a temperatura do corpo. Já o SN Parassimpático controla atividades sedentárias,

por exemplo mantendo as frequências cardíaca e respiratória.

O Sistema Nervoso Central e Periférico são formados por células denominadas neurônios que propiciam linhas de comunicação

e um meio de integração das informações. A comunicação entre as células neurais ou neurônios é denomindada SINAPSE,

que nada mais é que a transmissão do impulso nervoso entre as células.


Sistema Nervoso Central (SNC): é responsável por processar as informações e elaborar respostas às mesmas, um exemplo simples é

quando levamos uma agulhada inesperada no braço, o SNP leva a dor da picada ao SNC e este elabora a resposta de

retirada rápida do braço, o mesmo acontece quando nos queimamos.


O SNC divide-se em encéfalo e medula. O encéfalo corresponde ao telencéfalo (hemisférios cerebrais), diencéfalo (tálamo, hipotálamo,

epitálamo e subtálamo), cerebelo, e tronco cefálico, que se divide em: BULBO, situado caudalmente; MESENCÉFALO, situado cranialmente;

e PONTE, situada entre ambos.

Os hemisférios cerebrais são unidos pelo corpo caloso, que é uma estrutura constituída de fibras nervosas. Os hemisférios são 

divididos por sulcos, que formam os lobos, frontais, parietais, temporais e occipitais, cada lobo coordena uma função específica:

Temporal- Audição

Frontal- Motor

Parietal- Sensação

Occipital- Visão

O Diencéfalo compreende as seguintes partes: Tálamo, Hipotálamo, Epitálamo e Subtálamo.


Funções do Tálamo: Descrição: http://www.auladeanatomia.com/neurologia/bb.gif Sensibilidade;

      Descrição: http://www.auladeanatomia.com/neurologia/bb.gif Motricidade;

                                    Descrição: http://www.auladeanatomia.com/neurologia/bb.gif Comportamento Emocional;

                     Descrição: http://www.auladeanatomia.com/neurologia/bb.gif Ativação do Córtex;

                                                Descrição: Descrição: http://www.auladeanatomia.com/neurologia/bb.gif Desempenha algum papel no mecanismo de vigília, ou estado de alerta. 

 

Hipotálamo: É uma área relativamente pequena do diencéfalo, situada abaixo do tálamo, com funções importantes principalmente

relacionadas à atividade visceral. As funções do Hipotálamo estão relacionadas ao controle do sistema nervoso autônomo;

regulação da temperaturacorporal; regulação do comportamento emocional; regulação do sono e da vigília; regulação da ingestão de alimentos;

regulação da ingestão de água; regulação da diurese; regulação do sistema endócrino.

Epitálamo: possui funções endócrinas relacionadas às emoções.

             Subtálamo: relaciona-se com a atividade motora. Lesões no núcleo subtalâmico provocam uma síndrome conhecida como hemibalismo, caracterizada por movimentos anormais das extremidades.

Cerebelo: as funções desta parte do SNC estão relacionadas à manutenção do equilíbrio e da postura, controle do tônus muscular,

planejamento dos movimentos voluntários, aprendizagem motora.


Tronco Encefálico: localiza-se entre  a medula e o diencéfalo, ventralmente ao cerebelo. Divide-se em Bulbo, Mesencéfalo, e ponte.

O Bulbo tem a forma de cone, cuja extremidade inferior mais estreita prolonga-se com a medula espinhal, esta parte do

tronco encefálico funciona como centro respiratório, centro do vômito e centro vaso motor (Pressão Arterial), por esta razão uma forte

batida na parte posterior do crânio pode levar ao óbito. A Ponte é a parte do tronco encefálico interposta entre o bulbo e o mesencéfalo,

auxilia em relação ao tônus muscular, postura e equilíbrioO Mesencéfalo situa-se entre a ponte e o cérebro, recebe e coordena

informações relativas ao tônus muscular e postura corporal.

 

Medula Espinhal: Tecido nervoso localizado dentro do canal vertebral (coluna vertebral). É da medula que saem as inervações para os

membros superiores e inferiores dando-lhes sensibilidade e movimentos. É a medula espinhal que recebe primeiramente as informações

transmitidas das mais diferentes regiões do corpo, para depois encaminhá-las para o encéfalo. Da mesma forma, as informações

oriundas do encéfalo passam por ela, para depois serem conduzidas às regiões específicas do corpo.  Além disso, a medula é responsável por

reflexos rápidos em resposta a situações de emergência, como retirar imediatamente a mão da tomada ao receber choque.

Tudo isso acontece nesta região graças aos trinta e um nervos espinhais que contém.

Tanto o cérebro como a medula espinhal são envoltos por resistente tecido conhecido como Meninge, que por sua vez apresenta-se em três camadas denominadas Dura-Máter, Aracnóide e Pia-Máter. No espaço entre Aracnóide e Pia-Máter cicula o Líquido Céfalorraquidiano (LCR). Meningite é a inflamação destas meninges, cujas sequelas variam de acordo com a extensão da lesão e areas cerebrais lesadas.

 

Divisão das areas cerebrais

Brodman foi o pesquisador que descreveu as áreas cerebrais, o que acontece a cada nível cerebral. Aqui vamos estudar algumas

das principais areas, utilizando como referência o giro pré-central e o giro pós central.

Giro pré-central: AREA MOTORA- areas 4 e 6 responsáveis pelos movimentos.

Giro pós central: AREA SENSITIVA- areas 3,2,1.

Area de Broca ou area 44- responsável pelo comando motor da fala, está localizada no giro pré-central.

Area de Wernicke, localizada no hemisfério esquerdo na parte posterior, responsável pela compreensão da palavra falada.

No lobo occipital estão localizadas as areas 17, 18 e 19, responsáveis pela visão.

No lobo temporal estão situadas as areas 21 e 22, responsáveis pela audição.

No lobo parietal encontramos a area 39, responsável pela compreensão da palavra escrita.


Existem muitas outras areas cerebrais, cada uma com suas funções específicas. Assim podemos compreender porque existem tantas

diferenças entre pacientes com lesão cerebral, o quadro clínico dependerá das areas cerebrais que foram atingidas e também

da extensão da lesão.

Abaixo um mapa exemplificando as diversas areas cerebrais.


Sistema circulatório cerebral - Depende fundamentalmente de dois sistemas nutridores: o Sistema Carotídeo, dominante e responsável

pela irrigação dos três quartos anteriores dos hemisférios cerebrais,através das artérias CEREBRAL ANTERIOR, CEREBRAL MÉDIA e

ARTÉRIA COROIDEANA ANTERIOR;e oSistema Vertebrobasilar, que vasculariza o tronco encefálico, o cerebelo e a porção

posterior dos hemisférios cerebrais através da ARTÉRIA CEREBRAL POSTERIOR. Estes dois sistemas vasculares conectam-se amplamente

principalmente através do POLLÍGONO DE WILLIS.


 

Exemplificando uma lesão cerebral- uma obstrução ou ruptura de determinada artéria levará à um déficit da irrigação sanguínea em

determinada area cerebral, ocasionando uma lesão na mesma, cujo quadro-clínico do paciente dependerá da area cerebral lesada e da também

da extensão da lesão.


 SISTEMA NERVOSO CENTRAL E AS ESTRUTURAS RELACIONADAS AO EMOCIONAL

 

SISTEMA LÍMBICO-  RESPONSÁVEL PELO CONTROLE EMOCIONAL DO COMPORTAMENTO.

 

AMIGDALA -pequena estrutura em forma de amêndoa, situada dentro da região antero-inferior do lobo temporal,

se interconecta com o hipocampo,os núcleos septais, a área pré-frontal e o núcleo dorso-medial do tálamo.

Essas conexões garantem seu importante desempenho na mediação e controle das atividades emocionais

de ordem maior, como amizade, amor e afeição, nas exteriorizações do humor e, principalmente,

nos estados de medo e ira e na agressividade. Em humanos, a lesão da amígdala faz, entre outras coisas,

com que o indivíduo perca o sentido afetivo da percepção de uma informação vinda de fora, como a visão

de uma pessoa conhecida. Ele sabe quem está vendo mas não sabe se gosta ou desgosta da pessoa em questão.

(Fonte: http://www.cerebromente.org.br/n05/mente/struct.htm)

  

HIPOCAMPO- está particularmente envolvido com os fenômenos de memória, em especial com a formação da chamada memória de

longa duração (aquela que persiste, as vezes, para sempre). Quando ambos os hipocampos ( direito e esquerdo) são destruídos,

nada mais é gravado na memória. O indivíduo esquece, rapidamente, a mensagem recém recebida. 

(Fonte: http://www.cerebromente.org.br/n05/mente/struct.htm)

 

  

 

Aqui encerramos nosso breve e resumido estudo sobre Sistema Nervoso para que facilite o processo de entendimento de algumas patologias que serão discutidas neste site.